19/10/2010

Começa a fiscalização na Arena para a Copa 2014.

A partir de agora, a Arena da Baixada e a capital paranaense irão receber inspeções mensais da Fifa. A medida foi anunciada na tarde de ontem, durante a visita do arquiteto designado pelo Comitê Organizador Local (COL), Carlos de La Corte. A intenção é fiscalizar o andamento de projetos e futuras obras para a Copa do Mundo 2014.
Para que o estádio possa ser adequado ao caderno de encargos da Fifa, ainda é necessária a aprovação do projeto de lei que permite a cessão de R$ 90 milhões em títulos de potencial construtivo ao Atlético.
A votação está marcada para os dias 26 e 27 de outubro na Câmara dos Vereadores, mas outro projeto encaminhado à Assembleia Legislativa ainda não tem data para ser discutido.
Mesmo assim, na tarde de ontem também foi apresentado o homem de confiança do Comitê Organizador Local, designado pela Fifa no Paraná. Trata-se do gerente de projetos João Caetano, que a partir de agora terá residência fixa em Curitiba, por indicação de pessoas ligadas ao presidente do COL e CBF, Ricardo Teixeira.
O presidente da comissão da Copa 2014 na Câmara dos Vereadores de Curitiba, Mário Celso Cunha, explicou a função a ser desempenhada por Caetano na capital paranaense.
“Agora, com residência fixa aqui, ele vai acompanhar as obras e o desenvolvimento dos projetos do Atlético.” Procurado pela Tribuna, o gerente de projetos confirmou a informação, mas cumpriu as regras de sigilo da Fifa. “Tenho orientação para não dar declarações à imprensa, para não gerar desencontros”, disse.

Reunião
La Corte também esteve reunido com o arquiteto responsável pelo projeto de adequação da Arena da Baixada ao caderno de encargos da Fifa, Carlos Arcos. Por solicitação da entidade, nenhum deles concedeu entrevistas sobre o assunto.
O gestor municipal para assuntos da Copa 2014, Luiz de Carvalho, afirmou que o mesmo silêncio da visita anterior de La Corte, realizada em maio, já era esperado.
“Depois da reunião, eles fecham o acordo (do que está em ordem ou precisa ser mudado no projeto) entre eles, engenheiros e arquitetos, para fazer avaliação posterior na sede do Rio de Janeiro. O que posso dizer é que foi uma visita de cortesia e, ao mesmo tempo, de cobrança”, completou o gestor municipal.
Com a viagem de Luciano Ducci ao Japão, o prefeito de Curitiba em exercício, João Claudio Derosso, representou o município e mostrou otimismo. “É grande o entrosamento de engenheiros e técnicos com relação à Fifa”, disse.