29/10/2010

Atlético perde para o São Paulo e G4 se distancia.

Com diversos desfalques, o Atlético foi para o tudo ou nada com o São Paulo, em Barueri. Mas, ficou mesmo no nada. Apesar de um bom primeiro tempo, o Furacão falhou defensivamente e acabou sendo derrotado por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, na Arena Barueri.
Com o resultado, o Atlético cai para a oitava colocação e terá uma semana de trabalhos para se recuperar diante do Palmeiras, na próxima quinta-feira, na Arena da Baixada.

Jogo disputado
De um lado, o São Paulo contava com praticamente todo o seu time à disposição, e um ataque de dar inveja a qualquer equipe do futebol brasileiro, formado por Dagoberto, Fernandão e Ricardo Oliveira.
Do outro, o Atlético tinha nada mais, nada menos, que sete desfalques. Rhodolfo e Branquinho foram vetados pelo Departamento Medico ainda na capital paulista. primeiro tempo foi movimentado, com domínio do time da casa, que criou mais chances.
Porém, o Atlético foi quem chegou primeiro e teve um gol mal anulado pela arbitragem logo aos 3 minutos. O São Paulo abriu o placar aos 12min, com Ricardo Oliveira, que aproveitou falha de Deivid e chutou forte, sem chances para Neto.
Por outro lado, o ataque do Furacão que contava com Bruno Mineiro, mais uma vez apagado, dava trabalho à defesa são-paulina através do gringo Guerrón. O equatoriano aprontou uma correria e empatou a partida aos 26min. Deu um drible da vaca em Miranda e chutou cruzado na saída de Rogério Ceni.

Baixa produção
Na etapa final, ficou claro que o zagueiro Rhodolfo é peça fundamental no setor defensivo do Atlético. Aos 6min, Dagoberto levantou na área, a defesa atleticana parou e apenas observou Miranda escorar para as redes.
O Furacão não criava lances de perigo e insistia nos lançamentos diretos para o ataque. Nem as entradas de Marcelo e Nieto nos lugares de Deivid e Guerron surtiram efeito. Ficou assim na Arena Barueri: São Paulo 2x1 Atlético.