18/08/2009

Em Salvador sem Alex.

Paulo Baier esfria a empolgação e recomenda cautela quanto ao arranque do Furacão. Está certo, ainda temos muito a provar, a conjugação de resultados deve nos alentar para dias melhores, mas, não confirmam nada ainda.
Em Salvador, sem Alex Mineiro - que fica para estar preparado e pegar a bambilândia paulista na baixada - esperemos um jogo meticuloso, nos termos que foi feito no Mineirão contra o Cruzeiro. A tática é uma só: Vamos nos fazer de mortos e esperar a distração do coveiro. O Vitória está tendo problemas na marcação do adversário, e volta e meia toma vários gols, quem sabe? Trazendo um ponto já serve.
Fico feliz no interesse do Figueira por Rafael Moura e Netinho. Rafael Moura sempre foi voluntarioso e dedicado, vestiu com muito esforço a camisa do Furacão. Netinho é um craque que vai servir ao ‘furacão do estreito’ , e poderá ajudar a levantar o clube catarinense. Eu tenho comigo, o que estragou o CAP neste brasileiro foi a ‘familia geninho’ - assessores, preparadores e pacto feito no ano passado. Neste interim, Rengo Diáz - atacante argentino - foi embora do CAP sem nunca ter sido.
A ultima seleção da rodada, foi completa por todos jogadores do sul, o único que veio de fora foi Jucelei dos gambás paulistas. Revelação dos gambás paranaenses.
Giro pelos parceiros do Furacão: O Dallas levou uma invertida em Columbus para o time da casa perdendo de 2X0, contudo, já o Olimpi Rustavi fez uma partida com chuva de gols dos atletas furacônicos, vencendo o Samtredia por 5X0, com dois gols de Jonatas e dois gols de Anderson Aquino. O Olimpi já está em primeiro no campeonato local.
O Dallas está vendendo seus jogos transmitindo-os pelo site oficial. Coisa que o Furacão ameaçou no ano passado com o campeonato paranaense. Este é o tipo de experiência que podemos usufruir desta parceria.