05/04/2010

Atlético “elimina” o Paraná e persegue o título.

O Atlético venceu neste domingo o Paraná Clube, por 1 a 0, na Arena, pela 3ª rodada do octogonal final do Campeonato Paranaense. Com o resultado, o Furacão se manteve na 2ª colocação, com dez pontos - um atrás do líder Coritiba. O Paraná ficou com três pontos e, a quatro rodadas do final, está praticamente eliminado da disputa do título.
O gol da vitória foi marcado após cobrança de escanteio, a jogada característica do Atlético em 2010. Dez dos 46 gols da equipe na temporada ocorreram nesse tipo de lance. No ano passado, o time fez 98 gols e apenas nove deles a partir de escanteios.
Foi a 5ª vitória consecutiva do Atlético em 2010 - a melhor seqüência da equipe no ano - e o 7º jogo do técnico Leandro Niehues no comando da equipe. Ele soma também uma derrota e um empate. O Paraná sofreu a 5ª derrota em 2010 - a 3ª em clássicos. O time soma também oito vitórias e sete empates na temporada.
Marcação - Os dois times começaram no 3-5-2. A novidade no Atlético foi o volante Alan Bahia no lugar do meia Netinho. A preocupação de Niehues era anular João Paulo, “cérebro” do meio-campo do Paraná.
No 1º tempo, o duelo no meio-campo foi vencido pelo Atlético, que era mais ofensivo e buscava as tabelas para chegar ao gol. O Paraná atuava mais recuado e apostava tudo nos contra-ataques. O time tricolor só não sofreu o gol na etapa inicial porque foi excelente na marcação.
Nesse período, a equipe rubro-negra criou seis boas jogadas ofensivas. A melhor delas foi aos nove minutos, quando Raul cruzou, Bruno Mineiro dividiu com Juninho e Toledo finalizou em cima de Jefferson. O Paraná teve duas chances. A melhor logo aos três minutos. Pará e Márcio Diogo fizeram a jogada para Marcelo Toscano, que ficou na cara do gol, mas chutou para fora.
No intervalo, Bruno Mineiro saiu machucado e o centroavante Serna entrou. O gol do Atlético saiu já aos seis minutos. Paulo Baier cobrou escanteio e Javier Toledo cabeceou. A bola desviou em Luís Henrique e entrou.
O Paraná ficou um pouco mais ofensivo. O Atlético se fechou e deixou poucos espaços. Em contra-ataque, o time da Arena quase fez 2 a 0 com Toledo, que tentou por cobertura, mas Irineu salvou. O Tricolor respondeu aos 20. Pará fez boa jogada e Márcio Diogo ficou na cara do gol, mas chutou para fora. Aos 25, Serna saiu para a entrada do meia Netinho. Aos 28, o meia Elvis entrou no lugar do lateral Jefferson. A partir daí, o Atlético conseguiu anular as principais armas do adversário e assegurou a vitória.
Em Curitiba
Atlético
Neto; Manoel, Rhodolfo e Chico; Raul (Bruno Costa), Valencia, Alan Bahia, Paulo Baier e Márcio Azevedo; Javier Toledo e Bruno Mineiro (Serna, depois Netinho). Técnico: Leandro Niehues
Paraná
Juninho; Alessandro Lopes, Irineu e Luís Henrique; Jefferson (Elvis), Chicão, João Paulo, Pará e Diego Correia (Éverton); Márcio Diogo (Davis) e Marcelo Toscano. Técnico: Marcelo Oliveira
Gol: Javier Toledo (6-2º)
Cartões amarelos: Javier Toledo, Diego Correia, Pará, Alan Bahia, Alessandro Lopes, Irineu, Luis Henrique
Árbitro: Antônio Denival de Morais
Local: Arena da Baixada